Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A luta pela vida a várias velocidades

por Rodrigo Rivera, em 12.11.13

Muitos de vós já devem conhecer a personagem, o Marcos Feliciano. Pastor e deputado pelo Partido Social Cristão, é um acérrimo defensor de tudo aquilo que imaginam: "cura gay", aborto ilegal, etc. Mas a luta pelos lados de cá é diferente. No Brasil, o aborto continua a ser crime e quem o faz é perseguida, quando sobrevive. O aborto ilegal e sem condições de saúde é a 3ª causa de morte das mulheres no Brasil. E do lado que defende a perpetuação desta tragédia nacional temos este senhor.

 

Apesar da gargalhada imediata que provoca este argumento em qualquer pessoa inteligente, temos de ter em mente que este senhor - e os César das Neves desta vida - são um perigo mortal para as mulheres, bonitas na Sibéria ou feias no subúrbio excluído duma qualquer capital internacional. Mas são também um perigo para a saúde pública no geral. o seu combate deve continuar a ser uma prioridade para a esquerda em todo o lado. Porque em Portugal já chegámos ao século XXI, não quer isto dizer que podemos solidarizar-nos com as lutas do Brasil ou doutros sítios?

Por outro lado, temos a boa notícia vinda do Uruguai, em que no balanço feito 6 meses depois da legalização da IVG em hospitais públicos, os resultados são magníficos. Milhares de vidas humanas foram salvas das garras do aborto ilegal e sem condições. Mujica continua a marcar pontos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:19


1 comentário

De Rui Faustino a 12.11.2013 às 02:45

bem... plo menos o gajo não mentiu sobre as deficiências do feto...

Comentar post





calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D