Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Incompetências...

por Ricardo Gomes (Riça), em 12.11.13

No turbilhão de notícias, más notícias, com que os media nos vão invadindo as consciências vejo muita gente boa, aquela que partilha comigo as ruas e outros espaços, a acusar o governo de incompetência. Qual não foi o ministro ou a ministra acusad@ de incompetência, de má gestão do estado, dos dinheiros públicos?...

Pois creio precisamente o contrário, nunca vi governo mais competente na minha vida, pois então. Sentado, analisando as coisas como um neoliberal, consigo perceber que nunca a vida lhes correu tão bem. Que o digam os ex-ministros, os amigos banqueiros e os multi-milionários que crescem como cogumelos num dia de sol após a chuva... A forma brilhante como Paulo Portas deu uma espécie de golpe de estado na maior das calmas e com as ruas desertas... E a tareia, as lambadas que levamos a cada dia que passa. Cortes e mais cortes, para quê falar deles, Crato anuncia hoje que tem 19,4 milhões de euros para as escolas privadas e corta 14 no ensino especial, Pires de Lima diz que quer empreendedorismo como disciplina obrigatória e provavelmente a trocará por Filosofia, e o que virá amanhã e amanhã e amanhã....

De quem luta, quando medidas destas são tomadas, espera-se que ocupe as ruas, que os faça tremer, tremer a sério, mas não. Por competẽncias extremamente elevadas esta nova classe leva-nos um enorme avanço no debate ideológico, pelo menos tens trabalho, e nós a ouvir estas e outras e a andar para trás, cada vez mais metidas num canto. E é neste canto que estamos todas, as pessoas que querem um mundo melhor. Metidas aqui, os horizontes tornam-se cada vez mais estreitos e mal podemos estrebuchar a não ser com nós mesmas. Essa, é, para mim a maior prova de competência que esta Mafia dá a cada dia, aquela sensação invisível que nos invade e come, aquela que prova que o capitalismo está a ganhar, porque quando perdemos mais tempo a discutir connosco mesmas, menos tempo passamos a combater quem realmente nos está a magoar. Até quando?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:37



Salientar incoerências nos discursos dos seres humanos afectos ao governo acaba por tornar-se um exercício tão chato como ver a última adaptação ao cinema de "Os Miseráveis". Mas de entre muitas, algumas ainda valem a pena.








A linha traçada pela esquerda "radical" para formar um governo (patriótico ou não) vai sendo engolida pela direita "moderada". Um novo eixo táctico precisa-se. E depressa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49

Madrid, capital de la mierda

por Tiago Morais, em 12.11.13

"Los madrileños están acostumbrados a demasiada limpieza". A frase é de Ana Botella, alcaldesa de Madrid. Depois da ridícula figura que fez na candidatura da Cidade à organização dos Jogos Olimpicos que terminou com a escolha de Toquio, vinga-se agora nos madrilenhos. Se não se vão organizar os jogos olimpicpos, então para quê continuar a limpar a cidade?

Hoje é o oitavo dia da greve indefinida convocada pelos subcontratados trabalhadores de limpeza da cidade. As empresas (Sacyr-Valoriza, OHL-Ascan e FCC) responsaveis pela recolha de lixo e limpeza das ruas, anunciaram despedimentos que afectam 1144 trabalhadores (de un universo de 6000), reduçoes de salarios de 43% (um varredor de rua ganha à volta de 1100€), aumento de 35 para 40 horas semanais e o não pagamento de baixas laborais. Nenhuma novidade, a classica maximização de lucro à conta de despedimentos e redução de direitos dos trabalhadores.

E qual é a posição do Ayuntamiento em relação a tudo isto? É um problema entre trabalhadores e empresas privadas. Que se entendam entre si. Ao contrário dos Madrilenhos (os tais habituados a demasiada limpeza), Ana Botella está habituadíssima a viver numa lixeira moral (já que o seu esposo é nada mais nada menos que José María Aznar). E não me surpreende este total desprezo pelos habitantes de Madrid, já que a Alcaldesa de Madrid...nunca foi eleita como Alcaldesa de Madrid, substituíu Gallardón quando este foi nomeado Ministro da Justiça de Rajoy.

A verdade é que as medidas anunciadas por estas empresas são resultado de um convite informal que tem sido feito pelo próprio Ayuntamiento. Desde 2010 a despesa com limpeza da cidade foi reduzida em 27% e o novo contrato com as empresas subcontratadas (que começou há 3 meses) deixou de estipular um numero minimo de trabalhadores como estabeleciam os contratos anteriores. Estes factos são a verdadeira causa estrutural desta situação e desta greve.

Trabalhadores em greve, estou convosco. E já estou a juntar fraldas sujas para ir depositar em Cibeles.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Unidade, Unidade do Trabalho contra o Capital

por Hugo Ferreira, em 12.11.13

 

O 5 Dias está à Rubra!

 

(O meu sincero respeito e a minha genuína solidariedade aos e às militantes de Esquerda que nos últimos tempos, por uma questão de higiene intelectual, foram forçados a sair daquele que foi durante muito tempo o melhor Blogue de Esquerda que acompanhei.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

A luta pela vida a várias velocidades

por Rodrigo Rivera, em 12.11.13

Muitos de vós já devem conhecer a personagem, o Marcos Feliciano. Pastor e deputado pelo Partido Social Cristão, é um acérrimo defensor de tudo aquilo que imaginam: "cura gay", aborto ilegal, etc. Mas a luta pelos lados de cá é diferente. No Brasil, o aborto continua a ser crime e quem o faz é perseguida, quando sobrevive. O aborto ilegal e sem condições de saúde é a 3ª causa de morte das mulheres no Brasil. E do lado que defende a perpetuação desta tragédia nacional temos este senhor.

 

Apesar da gargalhada imediata que provoca este argumento em qualquer pessoa inteligente, temos de ter em mente que este senhor - e os César das Neves desta vida - são um perigo mortal para as mulheres, bonitas na Sibéria ou feias no subúrbio excluído duma qualquer capital internacional. Mas são também um perigo para a saúde pública no geral. o seu combate deve continuar a ser uma prioridade para a esquerda em todo o lado. Porque em Portugal já chegámos ao século XXI, não quer isto dizer que podemos solidarizar-nos com as lutas do Brasil ou doutros sítios?

Por outro lado, temos a boa notícia vinda do Uruguai, em que no balanço feito 6 meses depois da legalização da IVG em hospitais públicos, os resultados são magníficos. Milhares de vidas humanas foram salvas das garras do aborto ilegal e sem condições. Mujica continua a marcar pontos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:19




calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D